Coronavirus Coronavirus [CoV]

O que trabalhadores e empregadores podem fazer para gerir a fadiga no local de trabalho durante a COVID-19

A pandemia da doença de coronavírus (COVID-19) afetou todos os aspetos da sociedade, incluindo a forma como trabalhamos. Equipas de emergência, profissionais de saúde e outros que prestam serviços essenciais à comunidade têm feito um enorme esforço, trabalhando mais horas do que o habitual, trabalhando em mais turnos ou até de um dia para o outro,…

A pandemia da doença de coronavírus (COVID-19) afetou todos os aspetos da sociedade, incluindo a forma como trabalhamos. Equipas de emergência, profissionais de saúde e outros que prestam serviços essenciais à comunidade têm feito um enorme esforço, trabalhando mais horas do que o habitual, trabalhando em mais turnos ou até de um dia para o outro, com menos tempo para dormir e repor as energias.

Em circunstâncias normais, os adultos precisam de 7 a 9 horas de sono por noite, além de oportunidades para descansarem enquanto estão acordados, com boa saúde e bem-estar. As longas horas de trabalho e trabalho em turnos, aliados ao trabalho exigente física e mentalmente, podem levar a problemas de sono e fadiga extrema. A fadiga aumenta o risco de lesões e deterioração da saúde (infeções, doenças e distúrbios da saúde mental).

Embora não exista uma solução única que satisfaça as necessidades de todos, aqui estão algumas estratégias gerais que trabalhadores e empregadores podem usar para gerir a fadiga no local de trabalho e trabalhar com segurança.

Leave a Comment